No Mundo com a Gente

No Mundo com a Gente

29 de nov de 2016

0

Praia do Tombo / SP - o que fazer, onde comer, o que comprar e onde ficar.

Praia do Tombo no Guraujá
A praia do Tombo esta situada em Guarujá no litoral do estado de São Paulo. Fica muito fácil eu falar de um lugar que frequentei durante doze anos, praticamente todos os finais de semana.

Bom, talvez você não tenha lido sobre o meu perfil, onde consta que morei durante 12 anos em Santos, também no litoral paulista.

Agora você imagina morar no litoral, ver seu filho crescer em um ambiente saudável e de quebra passear por praias maravilhosas, isso realmente não tem preço!

  Com aproximadamente 500 metros de extensão, não tem como ir para as outras praias pela areia. Precisa ir caminhando pelo asfalto ou ir de carro. Mas não é só isso que faz ela ser diferente das outras.


 
    * As fotos foram tiradas no inverno, em um dia chuvoso, por isso não haviam pessoas na praia. Todas as informações que aqui constam foram presenciadas por mim e minha família nas inúmeras vezes em que estivemos lá.

O que fazer:
Muito procurada pelos surfistas local e por outros de vários lugares do Brasil, este pequeno pedaço de areia branca se destaca pelas excelentes ondas que quebram próxima a margem. Além de, não ser muito raso ao entrar tem-se a sensação de afundar os pés na areia grossa.

Motivo pelo qual afasta os banhistas, principalmente crianças e idosos.
Onde estacionar:

No verão é difícil encontrar um lugar para deixar o carro, mesmo com estacionamento pago, falta lugar. O melhor a fazer é deixar o carro nas ruas mais próximas.

Onde comer:
Há muitos quiosques no calçadão vendendo deliciosos petiscos, ou até refeições completas. Para quem não quer sair do seu lugar na areia, há muitos vendedores ambulantes vendendo o tradicional queijo na brasa até camarão frito.

 Tem também as pequenas barracas com carrinho que vendem bebidas e comidas. Para que prefere uma refeição mais elaborada, no outro lado da rua estão os restaurantes, além dos cafés e sorveterias.

O que comprar:
 Muitas lojinhas de roupas e souvenir que vendem desde camisetas até canecas.

Onde dormir:
Encontre seu hotel na praia do Tombo aqui no Blog clicando Booking. com ou pelo banner do Booking.com localizado na página a direita do blog. 

A vantagem é que você encontra milhares de hotéis em um só lugar com as melhores ofertas e assim contribui com uma pequena comissão para o blog. Mas isso não altera em nada o preço da sua hospedagem.






Rampa de acesso











Como chegar:


Continue lendo ►

9 de out de 2016

30

Como conciliar a escola dos filhos com as viagens em família

    Eu adoro participar de blogagem coletiva - são vários blogs - neste caso de viagens em família, se unem para escrever sobre o mesmo assunto.

São muitas dicas, além de tirar suas dúvidas podem evitar algum transtorno. No final desta postagem tem uma lista dos blogs amigos participantes.

Tire um tempinho e leia cada um dos post que foram escritos com muita dedicação e carinho. Tenho certeza que irão encorajar vocês a viajar com seus pimpolhos mesmo durante o ano letivo. Sim, é possível viajar!
França / 2007 -

Mesmo nas férias comprar livros do interesse de nossos filhos é uma oportunidade de despertar ainda mais o interesse deles pela leitura. Meu filho Alexandre esta de pé no final da foto escolhendo um livro.



Podem reparar que as fotos são bem antigas, eu ainda não tinha uma boa máquina fotográfica ou porque o Alexandre já tem 17 anos - o tempo voa!

Desde quando nosso filho Alexandre nasceu, sempre foi nosso companheiro inseparável em todas as viagens. Mas quando iniciou o Ensino Fundamental, tudo mudou muito.


As viagens em família tinham que ser programada conforme as férias escolares e não mais com as nossas férias do trabalho


O Castelo Warwick de arquitetura medieval esta situado em Warwick na Inglaterra



Continuando...
Vou contar como Foi nossa experiência com nosso filho desde o Ensino Fundamental até o Ensino Médio.

Detalhe: O nosso filho Alexandre está estudando para o vestibular, além de conciliar com os treinos de natação todos os dias. O melhor de tudo é que continuamos viajando em família.

Aqui estão algumas dicas que testamos aos longos dos anos:

* Quando as crianças iniciam o Ensino Fundamental, a melhor coisa a fazer é incentivá-los a tirar boas notas nas provas desde o inicio do ano. Isto também serve para os anos seguintes.

* Entregar os trabalhos em dia, lição de casa (tema) e os exercícios feitos em sala de aula são muito importante, pois são pontos a mais na hora de somar as notas. E se sobrar bônus, será ainda melhor, pois deixará vocês muito tranquilos.

  Meu filho ficava muito preocupado em tirar boas notas, mas não gostava nadinha quando precisava  recuperar provas e trabalhos na volta das viagens  - sabe aquela preguiça!

* Aproveite os fim de semana e feriados para passeios mais curtos, enquanto seu filho não precisa deles para ficar em casa estudando.

* Se alguma viagem for programada antes das férias do seu filho começar e não ter como ser diferente, combine com os professores para adiantar os trabalhos ou até mesmo provas.

    Algumas escolas costumam ajudar, porque acreditam que as viagens são uma maneira das crianças e adolescentes aprenderem fora da sala de aula.

    Mas veja bem, vai depender de cada escola, das notas do aluno e se ele tem um comportamento exemplar.

* Tudo precisa ser negociado com antecedência. Mas já aconteceu de avisarmos a direção e professores praticamente encima da hora.

     Foi em uma viagem de negócios do meu marido, da qual eu e meu filho tínhamos a oportunidade de ir junto. Deu tudo certo, mas acumulou provas e trabalhos.

* sabemos que viajar na baixa temporada os preços são bem mais atrativos para o nosso bolso. mas depois que inicia o ano letivo, não é tão fácil. Para terem uma ideia já passamos vários Natal na Europa, como? Programamos com muita antecedência (um ano).

Compramos nossas passagens com milhagem e usamos nossos bônus de hotel. Praticamente só gastamos com alimentação, algumas diárias e aluguel de carro.

Em 2014 fomos para Europa e visitamos: Alemanha, Suíça, Bélgica, Holanda e França. No Brasil: São Paulo, Santa Catarina e Curitiba.

Em 2015, visitamos Brasília, Curitiba, São Paulo, Espirito Santo.

Em 2016, Rio de Janeiro, Santa Catarina, Brasília, São Paulo e Bahia.


Importante:
Devo esclarecer que não é tão fácil assim, muda muita coisa e nossa ajuda foi muito importante para apoiar nosso filho. Voltar de uma viagem longa e no outro dia ter que ir para a escola fazer prova, não é uma tarefa agradável para eles.

Blogagem coletiva que já participamos:

- O que as crianças aprendem nas viagens

Leia também:






Aqui esta a lista dos blogs amigos que estão participando desta blogagem! Click:
 Para saber mais sobre este assunto use  nas redes sociais a #viagesnEescola














16 - Andreza Dica e Indica











Continue lendo ►

30 de set de 2016

0

Bate-volta: de Munique a Garmisch - Partenkirchen


Nossa viagem continua de Munique a Garmisch-Partenkirchen - apenas 1h 10min (92,3 km) via A95 (carro). Quando as distâncias são curtas entre as cidades, vale a pena um bate-volta.
Alemanha Alpina                                                  
As charmosas Garmisch-Partenkirchen são praticamente uma só, localizada no sul da Alemanha no estado da Baviera - ambas com um lindo centrinho e belas igrejas. São famosas por abrigar um resort de ski nas montanhas. Ficaram mais conhecidas depois de sediaremos os Jogos Olímpicos de Inverno em 1936.

O deporte de inverno atrai milhares de pessoas e no verão não menos atrativo é possível fazer longas caminhadas por trilhas num cenário exuberante. Destaque para as construções que em suas fachadas exibem belas pinturas.

Onde ir...
Zugspitze
O topo mais alto da Alemanha - o Zugspitze fica a 2.962 metros de altura e atrai turistas durante o ano todo. A subida até o topo depende das condições climáticas. No inverno, em dias com muita neblina o passeio é cancelado para a segurança das pessoas, e foi exatamente isto que aconteceu quando estávamos lá. Então, prepare-se para os imprevistos, que no inverno é muito comum acontecer.

Com praticamente sete meses de neve, quilômetros de pistas para esquiar, com todos os graus de dificuldade possibilita iniciantes e profissionais se divertirem. É o único lugar de esqui em geleiras da Alemanha e uma paisagem de tirar o fôlego, fazem as condições ideais para os amantes de esporte na neve. Com a rampa mais moderna do mundo, no Ano Novo acontece a tradicional competição de salto.



Cobertura para se proteger do frio e da neve - lado esquerdo da foto de cor laranja


Mapa da subida até o topo - Zugspitze

Mapa das pistas de esqui

     Caminhando por Garmisch-Partenkirchen não pude resistir e tirei esta foto de uma horta comunitária no meio da cidade. Um grande exemplo de cidadania.







O que comprar:                                                                               
Os sinos são lindos!

Enfeites de Natal

Roupas típicas da região

Onde comer:

Dicas:                                                                                                                                       
      Reparem que a porta da loja esta fechada. Este foi o ponto negativo de ter visitado a cidade entre Natal e Ano Novo. O comércio não abre neste período.

Viajamos no inverno e alugamos um carro. Uma das coisas que sempre fazemos é conferir a previsão do tempo antes de pegar a estrada. Nesta época é muito comum nevascas e neblina. Por isso sair cedo para viajar e com dia claro ajuda a diminuir os riscos de acidente na estrada.
Mapa de Garmisch-Partenkirchen
Conferir o combustível do carro, freios, luzes e os itens de viagem na estrada com neve são imprescindíveis.
Viagem de Munique a Garmisch-Partenkirchen

Mapa do bate - volta de Munique a Garmisch - Partenkirchen

Encontre o seu hotel na Alemanha, é só clicar aqui no Booking. com ou no banner a direita no blog. Com sua reserva o blog recebe uma pequena comissão, isto não altera o valor da sua reserva.
Leia também:

Feira de Natal em Colônia / Alemanha

Catedral Koln Dom - Colônia / Alemanha

Colônia / Alemanha

Lago Constança

Scwangau / Alemanha

Scwangau - parte 2 / Alemanha








Continue lendo ►

31 de ago de 2016

1

Roteiro de 2 dias em Bruges na Bélgica - o que fazer, dicas e onde comer.

Nosso roteiro segue de Bruxelas (31 km de carro) para Waterloo (visita de um dia) depois seguimos até Bruges - 131 km.

 Chegamos à tarde, deixamos as malas no hotel e fomos conhecer a cidade.  Dormimos uma noite e no outro dia acordamos bem cedo para passear e pela cidade até à hora do almoço. Depois seguimos viagem para Amsterdam

Bruges (em francês) ou Brugge (em neerlandês) é uma linda cidade belga, de arquitetura medieval em sua grande maioria. Considerada a Veneza do norte pelos seus inúmeros canais que cortam a cidade, da qual é possível fazer passeios de barco.
  O que ver:
Arquitetura de Bruges
    Mesmo que os passeios de barco sejam o grande atrativo e realmente é, reserve um tempo para conhecer a cidade de outro ângulo, como por exemplo, a pé - percorrer suas ruas, visitar os monumentos e conhecer um pouco da vida cotidiana da cidade nos faz sentir parte do local.
Hospital St. Jhon (museu)


Os passeios de barco tem duração de aproximadamente 30 minutos, custa €7,00. O valor pode sofrer alteração.

St John a estátua de Nepomuk na ponte


A Basílica do Sangue Sagrado ou Heilig-Bloedbasiliek atrai peregrinos do mundo inteiro para adorar um pedaço de tecido que contém o sangue de Cristo guardado em um frasco.

A relíquia esta em um museu dentro da igreja e cobra uma pequena taxa para visitação. A fachada escura e de estilo gótico chama atenção com suas  estátuas douradas.

 As missas acontecem todos os dias no final da manhã. No inverno os horários podem sofrer alterações.
Basílica do Sangue Sagrado


A Burg é outra bela e movimentada praça da cidade - onde se encontra o imponente Stadhuis, edifício gótico de 1367 que abriga a prefeitura da cidade.



Campanário de Brugges
O Belfort - Campanário de Brugges é uma edificação medieval, localizado na principal praça da cidade a Grote Market. Para conhecer e ter a vista mais linda da cidade é necessário subir os 366 degraus. Mas você será recompensado com lindas fotos.



Onde comer:                                                                                  
A dica de onde comer é também o que comer. Bom, eu e minha família sempre provamos a comida tradicional do lugar. Em Brugges estamos falando das famosas batatas fritas. E tem até um Museu de Batatas Fritas.
Terminado o nosso passeio ao Campanário, fomos procurar algum lugar para o almoço - não foi necessário ir muito longe. Na praça (Grote Market) do Campanário tem vários quiosques que vendem as maravilhosas batatas fritas. 

E eu fui obrigada a provar esta delícia, acompanhadas de molhos ou não elas são deliciosas. Aliás, vai querer comer mais, muito mais.
Museu "Salvador Dali"



A dica de onde comer é também o que comer. Bom, eu e minha família sempre provamos a comida tradicional do lugar. Em Brugges estamos falando das famosas batatas fritas. E tem até um Museu de Batatas Fritas.

Terminado o nosso passeio ao Campanário, fomos procurar algum lugar para o almoço - não foi necessário ir muito longe. Na praça (Grote Market) do Campanário tem vários quiosques que vendem as maravilhosas batatas fritas. 

E eu fui obrigada a provar esta delícia, acompanhadas de molhos ou não elas são deliciosas. Aliás, vai querer comer mais, muito mais.
A cidade de Brugges também é conhecida pela produção de renda. É possível visitar a fabrica - Kantcentrum, ver a confecção e comprar. A fabrica também abriga um museu.


O que beber:

Para os apreciadores de cerveja, não deixe de conhecer a Brouwerij De Halve Maan, uma tradicional cervejaria com visitas guiadas.



Reserve seu hotel em Brugges pelo Booking. com

Você pode gostar:

 Waterloo / Bélgica- Campo de Batalha de Waterloo

 Feira de Natal de Bruxelas    
















































Continue lendo ►

Faça sua reserva de hotel