Seguidores

No Mundo com a Gente

No Mundo com a Gente

20 de mai de 2017

4

Cataratas do Iguaçu - Foz do Iguaçu



A cidade de Foz do Iguaçu esta localizada a 643 km de Curitiba, faz fronteira com o Paraguai e Argentina. A cidade é conhecida internacionalmente pelas Cataratas do Iguaçu - uma das sete maravilhas da Natureza e pela Usina Hidrelétrica de Itaipu - a segunda maior do mundo em tamanho.

Para quem vai a Foz do Iguaçu e não visita as Cataratas é o mesmo que ir a Roma e não ver o Papa. Há quem diga o mesmo para a Hidrelétrica de Itaipu. Mas no nosso caso tivemos que escolher os passeios, pois também estávamos lá para assistir o campeonato de maratonas aquáticas que nosso filho estava participando.

 O passeio até as Cataratas se faz por uma estrada de mão dupla dentro do Parque Nacional de Itaipu. Desfrutar da linda paisagem e sentir o aroma da mata é uma prévia do que nos espera.

Há quem fique no caminho em um dos acessos para outros passeios como: voo de helicóptero, trilha, canoagem ou e o famoso passeio Macuco safari. Mas você pode optar por apenas caminhar pelas passarelas e tirar belas fotos nos mirantes espalhados ao longo do trajeto.


O elevador apresenta dupla vantagem oferecendo uma excelente vista e o acesso de saída do parque.

Tudo começa no centro do visitante com muitas informações sobre o parque e os passeios. Na compra dos ingressos - caso for de carro também esta incluído a taxa do estacionamento e o ônibus que percorre 10 km dentro do parque até chegar as Cataratas.



DICAS:
Use roupas e calçados confortáveis.

Certifique-se dos horários de duração de cada passeio.

Não deixe as crianças sozinhas, nem por um minuto.

O passeio pode ser molhado, compre uma das capas de chuva que são vendidas desde a entrada do parque.

Se for verão, não esqueça do protetor solar e a garrafa d'água.

Alguns bichinhos voadores podem aparecer, não esqueça de passar repelente.

 Os Quatis são bichos da região, embora sejam muito fofos - podem morder qualquer pessoa deixando ferimentos graves. Portanto não dê comida aos Quatis ou qualquer outro animal do parque.

Em algumas épocas do ano o parque fica lotado de visitantes. Sabe aquela foto de cartão postal...tenha paciência e espere a sua vez de fotografar - caso contrário - sera muito provável que algum braço ou vários rostos desconhecidos façam parte da sua lembrança.


 Prefiro não colocar os valores dos passeios e horários, os mesmos podem sofrer alterações.
Mais informações clique aqui











































































































































































































































































































































































Continue lendo ►

4 de fev de 2017

3

Deutsches Museum : Museu de Ciências e Tecnologias - Munique


Se você viajar para Munique e ainda não conhece o Deutsches Museum, também conhecido como Museuminsel recomendo incluir no seu roteiro. Com certeza um programa imperdível e muito divertido.

O museu é um dos maiores e mais bem equipados museus de ciência e tecnologia do mundo. Recebe cerca de 1,5 milhões de pessoas por ano.

  Deutsches Museum oferece mais de 100 mil objetos em exposição. Faz parte do conjunto o submarino U1; a mesa de laboratório onde encontraram o primeiro átomo; o primeiro automóvel e muitas curiosidades.

 A biblioteca do museu monopoliza cerca de 850.000 livros e textos originais, de grande valor histórico e cultural. As coleções estão divididas em vários departamentos com informações em alemão e inglês.
  O Deutsches Museum é enorme, há muita coisa para visitar. Em vários locais é possível interagir com os objetos e máquinas, tornando o passeio muito divertido e interessante.

Portanto, sugiro guardar um dia inteiro para conhecer o museu ou separe as seções que mais lhe agrada. Mas não se preocupe, há restaurantes, banheiros e uma área para uma pausa e depois continuar a aventura.
Pátio interno do museu
O Museu
Nível inferior(subsolo)

  No subsolo esta exposta sobre Escavação, Navegação Marinha, Mineração, entre outros.
  A Navegação Marinha também pode ser encontrada em exposição no nível térreo. Confesso que foi uma das seções que eu mais gostei.

Nível térreo e primeiro andar
Estes dois níveis abrigam os itens de Aviação. Estão em exposição aviões de guerra, caças, aviões comerciais e helicópteros.

Também no nível térreo estão expostos diversos itens de Máquinas a Vapor, Metalurgia, Máquinas Elétrica, entre outros. No primeiro andar podemos encontrar expostos itens sobre Química, Física e Instrumentos Musicais.

Submarino U1

Réplica perfeita da oficina do astrônomo físico Galileu (seção de física)


Segundo nível                                                                          Neste andar estão em exposição Fotografia, Papel, Impressão, vidro e muita cerâmica.   
Terceiro Nível                                                                                                                                                                                                            
No terceiro nível podemos encontrar Computadores, Balança, Relógios e ainda sobre agricultura.

O quarto, quinto e sexto andares.
Estão em exposição nestes três níveis itens ligados a Astronomia. Há diversos objetos sobre este assunto - como roupas de astronautas e naves espaciais. Quando chegarem nestes andares podemos encontrar uma sala escura, simulando o espaço.

A sensação é de estar em outro planeta, ou pelo menos fazer parte de alguma missão espacial. Principalmente quando nos deparamos com um astronauta flutuando e o Jipe Lunar Apolo 15.
Jipe Lunar Apolo 15
Vista do terraço do museu

Um detalhe importante e não muito agradável, é que a maioria das informações estão escritas em alemão e apenas algumas em inglês.

Hotel
Encontre o seu hotel pelo Booking. com e garanta sua reserva com o menor preço.

  Para maiores informações clique: Deutsches Museum  


Continue lendo ►

27 de dez de 2016

0

O que os alemães comem na noite de Natal

A ceia de Natal dos alemães

Assim que decidimos passar o Natal em Munique e o Ano Novo em Zurique, fiquei curiosa para saber o que alemães comem na Ceia de Natal. Logo pensei nas comidas típicas, como as salsichas alemãs (bratwurst em alemão) ou o delicioso filé de porco milanês (schnitzel em alemão).

Quando fizemos a reserva do hotel (Novotel da rede Accor) estava incluída a janta na noite de Natal. O que para nós foi excelente, pois queríamos algum programa mais tranqüilo e aproveitar aquela sensação maravilhosa de estar comemorando as festas de fim de ano na Europa - que era o nosso sonho e com certeza de muita gente.

Mas se tratando de um hotel, onde estão hospedados pessoas do mundo todo, podemos afirmar que a comida agradava diversos tipos de paladares. Tudo para não deixar ninguém de jejum na noite natalina. A quantidade de comida fazia jus à fama alemã de ser um país onde se come muito bem.

Embora na noite do dia 24, os alemães preparam uma refeição simples e sem muita quantidade. No dia 25 para o almoço é preparado uma ave, que neste caso é o ganso, conhecido como Weihnachtsgans. 
Menu


Embora tivesse uma variedade de sobremesa e experimentei várias, a campeã de todas foi o tradicional apfelstrudel

Sobremesa apfelstrudel (torta de maçã)

Leia também:
        
Bate volta de Munique a Garmisch

Feira de Natal em Colônia

A Catedral Koln Dom e os Três Reis Magos

Colônia na Alemanha

Lago Constança

Scwangau - Alemanha parte 1






Continue lendo ►

29 de nov de 2016

2

Praia do Tombo / SP - o que fazer, onde comer, o que comprar e onde ficar.

Praia do Tombo no Guarujá

  Com aproximadamente 500 metros de extensão, a praia do Tombo esta situada em Guarujá no litoral do estado de São Paulo. Não tem como ir para as outras praias pela areia. Precisa ir caminhando pelo asfalto ou ir de carro. Mas não é só isso que faz ela ser diferente das outras. 
        
Fica muito fácil eu falar de um lugar que frequentei durante doze anos, praticamente todos os finais de semana.

Bom, talvez você não tenha lido sobre o meu perfil, onde consta que morei durante 12 anos em Santos, também no litoral paulista.

Agora você imagina morar no litoral, ver seu filho crescer em um ambiente saudável e de quebra passear por praias maravilhosas, isso realmente não tem preço!

    * As fotos foram tiradas no inverno, em um dia chuvoso, por isso não haviam pessoas na praia. Todas as informações que aqui constam foram presenciadas por mim e minha família nas inúmeras vezes em que estivemos lá.
O que fazer:
Muito procurada pelos surfistas local e por outros de vários lugares do Brasil, este pequeno pedaço de areia branca se destaca pelas excelentes ondas que quebram próxima a margem. Além de, não ser muito raso ao entrar tem-se a sensação de afundar os pés na areia grossa.
Motivo pelo qual afasta os banhistas, principalmente crianças e idosos.
Onde estacionar:

No verão é difícil encontrar um lugar para deixar o carro, mesmo com estacionamento pago, falto lugar. O melhor a fazer é deixar o carro nas ruas mais próximas.

Onde comer:

Há muitos quiosques no calçadão vendendo deliciosos petiscos, ou até refeições completas. Para quem não quer sair do seu lugar na areia, há muitos vendedores ambulantes vendendo o tradicional queijo na brasa até camarão frito.
 Tem também as pequenas barracas com carrinho que vendem bebidas e comidas. Para que prefere uma refeição mais elaborada, no outro lado da rua estão os restaurantes, além dos cafés e sorveterias.
O que comprar:
 Muitas lojinhas de roupas e souvenir que vendem desde camisetas até canecas.
Onde dormir:
Encontre seu hotel na praia do Tombo aqui no Blog clicando Booking. com ou pelo banner do Booking.com localizado na página a direita do blog. 

A vantagem é que você encontra milhares de hotéis em um só lugar com as melhores ofertas e assim contribui com uma pequena comissão para o blog. Mas isso não altera em nada o preço da sua hospedagem.





Rampa de acesso











Como chegar:

Veja Também:

Continue lendo ►

Faça sua reserva de hotel