Seguidores

30 de jun de 2015

0

Paris - Viagem de quatro dias

 
  Em nossa primeira viagem à França nosso filho tinha apenas cinco anos (2004), ficamos quatro dias em Paris, separamos mais dois dias para ir a Disneyland. Para conhecer mais a capital francesa e suas atrações, sugiro no mínimo de quatro dias.  Decidimos que Paris e arredores estariam incluída em nossa próximo roteiro para Europa (Paris - parte 3) .

  O tempo foi passando e organizamos outra viagem e Paris foi um dos destinos escolhidos por nós três, porque queríamos visitar os lugares que faltaram conhecer na primeira viagem.  Nosso filho apaixonado por história desde muito pequeno, queria voltar ao Museu de los Inválidos, da qual encontram-se os restos mortais de Napoleão. Em nossa viagem anterior a ala onde encontrava-se seus pertences estavam em reforma e não foi possível entrar.

  Viajamos em dezembro de 2008, em pleno inverno Europeu e muitas atrações nesta época estão fechadas para manutenção ou os horários de visitação são limitados.  Portanto é muito importante antes de organizar a viagem, checar se o destino escolhido não irá causar nenhuma frustração por estar fechado temporariamente.  

Paris - parte 2:

Roteiro: Roma / Siena / San Remo / Nice / Trento / Salzburgo / Schwangau / Frelburgo / Beaune / Eurodisney / Paris. 
 Nosso primeiro destino foi Roma na Itália e ficamos três dias na cidade romana até pegar a estrada. Alugamos um carro pela Hertz (ainda no Brasil). Foram vinte e três dias de viagem!


 Protagonista de importantes acontecimentos históricos, com um conjunto arquitetônico deslumbrante e bem conservado, ruas e avenidas charmosas, centro da moda e da boa gastronomia a cidade de Paris na França é uma das mais visitadas por turistas no mundo todo. 
  
    Museu do Louvre (Musee du Louvre)
 Museu do Louvre                                                                                             
    A melhor maneira de aprender é na prática, das três vezes que visitamos Paris, duas fomos ao Museu do Louvre.

   Na primeira vez o Alex era pequeno e cansava rápido, escolhia apenas as salas que mais o interessava e foi difícil conhecer mais coisas.

    Na segunda visitamos mais salas como o Egito, um assunto que disperta minha curiosidade. É muito comum crianças terem aula no museu, elas sentam próximo ao objeto a ser estudado com o guia do próprio museu e aprendem de uma maneira lúdica.  
 
 
O Museu esta localizado no centro de Paris entre o Rio Sena e a Rue de Rival dos Champs-Elysée. Comprar o ticket  para entrar no museu evita perder tempo na fila. A entrada ao Museu do Louvre se dá através de uma porta giratória localizada na pirâmide de vidro
 
Jardim Tulherias                                                                          
                                                                        
  
 Quando suas pernas não aguentarem mais de tanta caminhada, sugiro sentar em uma das cadeiras ou bancos espalhados pelos parques da capital francesa.
Quando a fome aumentar aproveite para comer um delicioso baguete do conhecido Paul (desde 1889), este da foto estava no parque das Tulherias( Tuileries), mas existem vários espalhados pela cidade.

O Paul localizado na Champs Elise está sempre lotado, mas vale a pena aguardar um pouco e provar das delicias como croissants, macarron, tortas, tudo com preço justo.
 
 
 
      Jardim das Tuherias e o Arco do Carrossel
 
Jardim das Tulherias - estende-se por cerca de um quilômetro da Praça do Carrocel a Praça da Concódia. Embelezado por uma avenida central ladeada de grandes canteiros ornamentados por esculturas.
 
Arco do Carrossel - construído para celebrar as vitórias de Napoleão Bonaparte em 1805. Pode-se dizer que é uma imitação do arco de Settimo Severo em Roma. Com suas colunas em mármore rosa e branco enquadram os três arcos que em cada fachada em baixo-relevo invocam as vitórias imperiais.
No cimo em meio as estatuas da paz estão os quatro cavalos dourados, das quais são cópias das originais que Napoleão retirou da Basílica de São Marco em Veneza na Itália e retornaram em 1815.
 
Notre Dame     

                                                                                                                       
Notre Dame foi encomendada em 1163 pelo Bispo Maurice de Sully, mesmo com as agulhas das duas torres laterais inacabadas, pode-se considerar completada em 1345. Foi palco de vários acontecimentos históricos, como a suntuosa coroação de Napoleão I pelo Papa Pio VII(em 1804). 

A fachada imponente de Notre Dame pode-se observar a Galeria dos Reis, com vinte e oito estátuas representando os reis de Israel e da Judéia. Ao centro das duas grandiosas janelas duplas encontra-se estátua de Nossa Senhora com o Menino e anjos, dos lados as de Adão e Eva.

                                 Florão Sul

Obra do século XIII, representa ao centro Cristo, rodeado de apóstolos e mártires, das virgens insensatas. A riqueza das cores e a luminosidade dão-nos a impressão de serem partículas de uma estrela.
                                                               
                                                  Notre Dame à noite em época de  Natal.

                                                               
       Tour Eiffel
    
 
    A Torre Eiffel impressiona pelos seus 320 metros de altura, uma encruzilhada de quinze mil peças metálicas soldadas entre si fazem parte da sua estrutura. É divida em três pisos, em cada um deles restaurantes e bares oferecem ao turista a possibilidade de descansar e apreciar uma vista única. Foi construída nos anos da revolução industrial.
Dica: a fila para subir na Torre é sempre gigantesca, mesmo quando fomos na baixa temporada, comprar o ticket com antecedência vai economizar o seu tempo.
 
 
Os ônibus turísticos são uma excelente opção para conhecer a cidade de um outro ângulo, além de descansar das longas caminhadas e as crianças aprovam.

 Arco do Triunfo       
Localiza-se na avenida Champs Elysee                                                                 
 
                        La Madalene Assembléia Nacional
                     
                        Em forma e a estrutura de um templo grego, foi Napoleão que quis um monumento em honra da grande armada. Em 1814, foi tornada igreja dedicada a Santa Maria Madalena. Com 52 colunas com 20 metros de altura que a rodeiam. Acima das colunas na fachada foi esculpido por Lemaire em 1834  a representação do Juízo. O interior da igreja surpreende, sobre o altar mor, encontra-se uma obra de um artista italiano, a Assunção de Madalena.
                                                              
 
       Vista da entrada da  Igreja Madalena para a esplêndida rua Royale até o obelisco da Praça da Concórdia e o suntuoso Palácio Bourbon.
      Avenida Champs Elysée iluminada na época do Natal, imperdível! A beleza e elegância desta vasta avenida caracteriza-se pelas luxuosas lojas, teatros, restaurantes famosos que alinham-se ao longo da avenida.
    
       Ópera

             Ópera Garnier  

        O maior teatro lírico do mundo, mede 11.000 metros quadrados, pode acomodar mais de 2.000 pessoas. Projetado por Garnier entre 1862 e 1875. O interior não é menos suntuoso do que a fachada: escadarias de mármore, abóboda decorada com pinturas de Changall  de 1966.                                                                                                              
 
 Les Inválides
 
Entre a praça Vauban e a Esplanade des Invalides estende-se este vasto conjunto de edifícios que inclui o Hotel des Invalides, a Dôme e a Igreja de St. Louis. Toda a construção foi encomendada por Luís XIV e era destinada a dar asilo aos velhos soldados inválidos. 
 
No jardim que antecede o Hotel estão alinhados canhões em bronze dos séculos XVII e XVIII. No pátio interno notamos os quatro lados compostos por dois pisos de arcadas. Ao centro a estátua de Seurre representando Napoleão.
 
       Pátio interno Les Inválidos

       Atrás do prédio podemos enxergar a elegante cúpula de grinaldas e motivos florais Dôme des Inválides. Considerada uma das obras primas do arquiteto Hardouin-Mansart foi erigida em 1679 e 1706. Formas em estilo clássico e sóbrio e de planta quadrada faz deste edifício uma obra de elegância e simetria.

Exatamente sob a cúpula, abre-se a cripta com o túmulo de Napoleão, esta igreja é um verdadeiro sacrário das memórias napoleônicas.
No interior da igreja encontram-se túmulos de alguns membros da família do Imperador e outros grandes da frança.

      Próximo ao túmulo de Napoleão fica exposta dentro de uma vitrine, as roupas e chapéu de Napoleão, como se estivesse vestindo um corpo invisível. Confesso que é um tanto fantasmagórico, tem-se a impressão que o falecido esta nos observando.Vale muito a visitação.

     Coroação de Napoleão I, representada por bonecos em miniaturas.
 
 

 
 Place de La Concorde
 
Tornou-se Praça da Concórdia em 1795, ao centro da Praça tem-se um obelisco egípcio com 23 metros de altura e os hieróglifos que o ornamentam ilustram os gloriosos feitos do Faraó Ramsés II,  proveniente do templo de Luxor, doado em 1831 a Luís Filipe por Mehmet-Alí.
 
As duas fontes com estátuas de motivos marinho que flanqueiam o obelisco tornam a praça um encanto mágico, tanto de dia quanto a noite. 
 
Como circular:                                                                                                     
A malha ferroviária(RER) de Paris é eficiente, seria metrô que faz o subúrbio, Eurodisney e Versales. O ônibus e metrô também são uma boa opção para quem não quer dirigir no confuso trânsito da capital francesa.
                                                        
 Metro de Paris
 
O mapa abaixo é para se ter uma idéia de como esta a localização dos principais pontos turísticos. Amplie para visualizar melhor. 
 
 
Dica:                                                                                      
Nos arredores de Paris tem vários lugares que vale fazer um bate-volta, aproveite a boa malha ferroviária da França e conheça o Palácio de Versalhes, os parques da Disney e o parque Asterix.
 
     Compras:                                                                                     
 
                                                              Galeries Lafayette      
       
     Esta mega loja de departamentos francesa concentra as melhores marcas do mundo de variados tipos de produto. O departamento gourmet é o meu preferido, ao contrário do que eu imaginava os produtos como queijos, vinhos, sal de flor, peixes, tinham preço menor que no Brasil. As roupas, bolsas e maquiagem não tinham o preço acessível.
     
  Onde ficar:
   O que a gente não espera depois de uma longa viagem ou de um dia de caminhada intensa é chegar em um local para se hospedar e não ser aquilo que havíamos imaginado 
Para que este inconveniente não aconteça, principalmente na França, sugiro optar pelas grandes redes hoteleiras, mesmo que o acesso fique longe das principais atrações. Pelo menos não terá surpresas desagradáveis.

LEIA TAMBÈM:

Férias na Disneyland Paris

Férias na Disneyland Paris - parte 2

Mont-Saint-Michel - França

*  Nice - França

* Colmar região da Alsace na França

* Os Magestosos Castelos do Loire.

Comente você também!

Postar um comentário

Pesquise hotel para a sua próxima viagem:

Faça sua reserva de hotel